Amar sem temer

Bandeira impressa numa oficina do Ateliê Coletivo ocorrida em um dos muitos atos que denunciaram o processo político cujo resultado foi o golpe parlamentar de 2016. É uma brincadeira de palavras com o sobrenome do então vice-presidente Michel Temer, empossado após o impeachment da presidenta Dilma Roussef.

O Ateliê Coletivo surgiu em 2016, quando um grupo de artistas que vivem no Rio de Janeiro decidiu atuar perante a grave crise política do país. O coletivo realiza oficinas livres e colaborativas em espaços públicos a fim de ensinar técnicas de impressão em serigrafia e estêncil, criando matrizes para a multiplicação de imagens e dizeres que se relacionem com os participantes e seus contextos políticos. O Ateliê Coletivo é formado por Ana Miguel, Carolina Veiga, Icaro dos Santos, Joana Traub Csekö, Leo Ayres, Martha Niklaus, Paula Dager, Roosivelt Pinheiro e Suely Farhi.

autoria

Ateliê Coletivo

Data

2016

Local

Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Tema

democracia, direitos

Tipo

bandeira

Descritivo

Impressão serigráfica sobre tecido / 61 x 78 cm

Direito autoral